Orquídea Miltonia

A natureza é maravilhosa. Rica em cores, variedades, flores, árvores, sons e diversidades. A família das orquídeas conta com uma planta chamada Miltonia. Planta que enriquece a beleza da natureza e nos mostra sua lindeza e delicadeza. É uma planta muito procurada e estudada entre os especialistas da área. Veja agora algumas informações sobre essa bela planta, a orquídea Miltonia.

Especificações da Orquídea Miltonia

Como todas outras orquídeas, a orquídea Miltonia é muito bela e delicada. Tem um perfume adocicado e com infinidade de cores. Uma verdadeira obra de arte que a natureza nos apresenta. Foram catalogadas cerca de vinte espécies das orquídeas Miltonia. Cada uma demonstrando sua singularidade e beleza.

Uma planta delicada como essa requer alguns cuidados e dicas para preservar. Elas dão tanto em lugares mais secos como em lugares mais úmidos. Elas nascem uma perto da outra fazendo assim um tufo de flores perto dos troncos das árvores. Cobrindo assim imensas áreas nos lugares em que vivem.

As orquídeas Miltonia receberam esse nome em homenagem ao orquidófilo inglês chamado Fitzwillian. São plantas que tem suas folhas ricas em cores. Que se estendem parte da América do Sul até parte da América central. Elas florescem entre outono e primavera. Porém, algumas outras espécies florescem em outras partes do ano. Embora sejam flores delicadas, elas podem durar de 15 a 60 dias.

 

Dicas para cultivo.

Elas são plantas muito delicadas. Precisam de muita luz, porém não podem tomar sol diretamente. Elas podem se queimar por serem pouco resistentes. O local ideal para elas é na sombra. Onde tenha a claridade necessária, porém que não fique exposta diretamente ao sol.

Na questão de temperatura as Miltonia de clima frio resistem com mínima de 10° até a máxima de 27°C. Agora as de clima quente precisam estar entre 16° à 32°C. E com bastante umidade. Uma dica interessante é regar o chão em redor onde elas ficam. As orquídeas Miltonia se assemelham muito ao corpo humano. Precisando de cerca de 70% à 75% de umidade nos períodos de calor. Já no período de frio é menos necessário o uso da água na planta. É o período em que a planta descansa.

Quando elas começarem a florescer é interessante leva-las para dentro de casa. Não esquecendo de rega-las sempre. Um dos lugares mais aconselhados é a sala. Tanto pra você poder aproveitar as suas belas folhas dando um charme extra pra casa. E também porque é um lugar onde provavelmente tenha uma ventilação adequada, que também tenha uma boa claridade e que não pegue sol diretamente.

Para fazer o replantio dessas plantas deve ser feito no crescimento dos novos brotos. É interessante saber também que elas não resistem a mesma terra por muito tempo. Por isso, o replantio é necessário todos os anos.

Principais pragas.

Assim como com todas as plantas as orquídeas Miltonia também sofrem com pragas e doenças. Como nas demais orquídeas uma das principais preocupações com as plantas são em respeito à falta de cuidado com elas. Que podem tanto adoecer a planta como levar ela a morte. Quando a planta vive na natureza isso raramente acontece. Pois, ela está devidamente suplementada. Assim como nós, as plantas quando estão bem alimentadas também tem uma boa resistência. Por isso, você cuidado corretamente dela, dificilmente ela ficará doente. Tanto por causa da sua própria defesa que existe na planta e pela sua boa nutrição.

Mas, caso ela fique doente ou pegue alguma praga. É importante antes de tudo você procurar saber qual é o problema que a planta está sofrendo. Ver quais são os sintomas, qual praga está a atacando e agir em prol dela. Alguns dos principais motivos para elas ficarem doentes são: O excesso ou falta de umidade, falta de luz e falta de nutrição apropriada.

As principais pragas para as orquídeas são fungos, caracóis, lesmas, cochonilha, tatuzinhos de jardim, parasitas entre outros. Todas essas pragas acabam com a planta, sendo comida ou com sua morte lentamente. É essencial que você tenha cuidado e trate da planta o mais rápido possível. Além de você nutrir bem a planta. É essencial que você também adube corretamente, use corretamente a umidade e luminosidade, e use algum remédio indicado para a planta. Um bom exemplo de remédio é o óleo de neem que é um remédio biodegradável que não faz mal para o homem nem para a planta.

Tendo todos esses cuidados sua planta viverá bastante e feliz. Sendo bem tratada e cuidada ela resistirá por muito tempo. Por isso dedique a cuidar de sua plantinha como você cuida de si mesmo.

Diferença entre Miltonia e Miltoniopsis

É muito comum confundir essas duas plantas. Ambas são epífitas, tenso assim uma variedade grande de plantio. Que varia entre tronco de árvores, chão e vasos. Porém, cada lugar plantado requer seus cuidados especiais.

A grande diferença entre elas é a tolerância a temperatura de cada uma delas. A Miltonia por exemplo, naturais no Brasil tem uma tolerância entre 10° e 35°C. Já as Miltoniopsis naturais do Equador variam entre 15° e 25°C.

Principais orquídeas Miltonia

São vários tipos de orquídeas Miltonia, mas dentre elas algumas mais conhecidas. Dentre elas estão:

Miltonia Candida

Miltonia Candida

Encontrada mais na região sudeste do Brasil. Elas costumam florescer entre outubro e novembro. Nos bosques e parte inferior das montanhas. Ela requer uma quantidade grande de umidade. Tem como características a cor amarela com manchas marrons. Seu meio branco com manchas na cor lavanda.

Miltonia Cuneata

Miltonia Cuneata

Florescem no começo da primavera. Suas cores são um contraste lindo com cores escuras e claras. Crescem naturalmente nas montanhas mais úmidas no Brasil.

Miltonia Russeliana

Miltonia Russeliana

São plantas que não se abrem totalmente. São amareladas com tons amarronzados. E seu meio com a cor branca.

Miltonia Flavescens

Miltonia Flavescens

Crescem com duas folhas grandes, achatadas e estreitas. Necessita de muita luz. Cresce em cima de grandes árvores.

Miltonia Regnellii

Miltonia Regnellii

Encontram-se na região sudeste e na região sul do Brasil. Crescem também nos pés das montanhas. Comumente no período de janeiro a maio. Tem suas flores brancas ou amarelas e com o meio rosa variando pro roxo.