Orquídea Brasileira

Orquídea Brasileira: Os tipos, cuidados e dicas para decoração

 

 Orquídea Brasileira

As orquídeas são marcantes pela sua presença e beleza tornando qualquer lugar mais sofisticado e harmonizado, podendo figurar desde belezas mais naturais até as mais exóticas. O que define e diferencia é o propósito e finalidade da ornamentação, mesmo que seja somente para guardar em casa ou ornamentar ambientes simples com o intuito de dar beleza mais simplificada. As possibilidades de combinações são inúmeras, devido a grande diversidade de espécie, cores e aromas. O que prevalece é o bom gosto ou o propósito final da decoração visando o ambiente. Existe uma enorme diversidade dos tipos de orquídea, e variam muito de acordo com a cor, com o aroma ou até com a forma de se tratar cada uma delas. Esta variedade é que dá um sentido mais que especial às orquídeas. Biologicamente elas possuem várias nomenclaturas diferentes, tendo suas espécies muito bem catalogadas e registradas. Nem todas elas são naturais, mas frutos da intervenção humana no processo de germinação. Dentro destes grupos, vamos tratar sobre as orquídeas brasileiras e saber porque esse recorte tão especial. Além de trazer algumas dicas de decorações e algumas regras básicas de cuidado.

 

Orquídeas brasileiras

 

Não é segredo para ninguém que um dos países mais ricos em diversidade é o Brasil. Isso já se inicia pela grande quantidade de climas diferentes, culturas, costumes entre outras coisas. A vida silvestre também é farta de opções, tendo espécies novas sendo catalogadas e, infelizmente, outras entrando em extinção. Fato é que a riqueza e diversidade natural do país impressiona. E não ia ser diferente quando o assunto em questão é sobre as orquídeas. Principalmente devido às questões já mencionadas como riqueza da biodiversidade, existem várias espécies que são nativas do Brasil. Temos por exemplo a Cattleya labiata, Cattleya eldorado Linden, Aspasia lunata Lindl, Galeandra Chapadensis, que são algumas que fazem sucesso em regiões específicas do país.

Isso sem falar das espécies que são híbridas e são formadas a partir de cruzamentos feitos em laboratório ou pela própria natureza, através dos pássaros, ventos chuvas e outros acontecimentos. As orquídeas brasileiras se destacam por serem um pouco menos delicadas que as outras espécies, principalmente pelo clima e pelas condições às quais se desenvolvem e sobrevivem. Talvez por isso elas são tão fascinantes para quem se interessa em aprender mais sobre e estudar a fundo todas as possibilidades existentes através delas. De fato, as orquídeas brasileiras tem um ar pouco mais especial, principalmente pelos seus traços de regionalidade.

 

Como decorar espaços com orquídeas brasileiras

Orquídea Brasileira

 

É bem verdade que as orquídeas brasileiras nem sempre cativam por sua beleza, podendo ter outros traços a seu favor, por isso, a decoração no espaço vai fazer toda a diferença, considerando todos os elementos que as rodeiam. De um modo mais amplo elas combinam com decorações externas ou figurando entre outras flores em ambientes mais intimistas. O resultado vai depender muito da finalidade da decoração. Devido a sua forma robusta, em alguns casos, podem ser colocadas nos cantos de salas ou decorando mesas em festas. O ideal é não abusar muito já que é de presença muito marcante. Pode ser uma boa pedida para recepções devido a sua característica forte e dando personalidade ao evento. A recomendação nestes casos é que elas estejam um pouco distante para que sejam notadas por todos.

Outra dica é combiná-las com outras orquídeas dando equilíbrio e destaque ao arranjo. De modo geral o destaque se dá pela arrumação, que pode variar dando os destaques a algumas específicas ou distribuindo igualmente. O fato é que em qualquer uma das hipóteses a orquídea brasileira pode figurar, tirando o aspecto sutil e dando um pouco mais de atitude e presença, ideal para quem quer surpreender na decoração. Tudo depende de como vão ser organizadas, mas é possível encaixar em qualquer ambiente, inclusive nos mais rústicos dando mais leveza, frente a tons mais escuros e monótonos.

 

Como cuidar

 

Os cuidados com as orquídeas brasileiras de um modo geral segue a regra de cuidado padrão, porém existem algumas práticas específicas para o tipo determinado, a depender do seu habitat natural. Por se tratar de flores tropicais, não exigem tantos detalhes referente à sua manutenção, podendo sobreviver tranquilamente, dependendo do ambiente ao qual esteja colocada e a que está exposta. Só é preciso estar atento quanto a irrigação, para que não seja feita de maneira exagerada, obedecendo o tempo mínimo, que pode ser controlado pela própria umidade da terra.

Com relação à exposição ao sol, o ideal é que seja feita de forma indireta, o modo como costumam se desenvolver naturalmente. O contato direto com o sol em determinados horários do dia podem acabar sendo prejudicial. A parte de adubos e pesticidas seguem o que já diz a regra: só podem ser usados em caso de produtos orgânicos e naturais. Produtos sintéticos costumam intoxicar a planta atrapalhando o seu desenvolvimento ou até matando a mesma.

Existem também aspectos menos discutidos, porém igualmente importantes como a questão da ventilação que é necessária para que a orquídea não fique sufocada em ambientes abafados. Nos outros casos a própria natureza ou o próprio clima podem ajudar, tendo que analisar somente se este é mais úmido ou mais seco, cuidando para que a orquídea não fique desidratada. Tendo estes cuidados postos em prática, as chances de desenvolvimento saudável da sua orquídea são muito altas, tendo a chance de tê-las por muito mais tempo para embelezar seu ambiente. Essas foram dicas que são fundamentais para o zelo da orquídea brasileira, que mesmo tendo sua robustez necessita de alguns cuidados especiais. Saber como cuidar da orquídea é um diferencial para o seu desenvolvimento.

Cuidados estes demonstram que apesar de tamanha versatilidade também deve ser apreciada com cuidado, potencializando a sua diversidade natural e ainda mais tropical, visto o país onde se encontra. E é este o seu encanto: a capacidade de, mesmo com diferentes formas e nas diferentes regiões, levar beleza e marcar seu espaço. Apesar de muitas vezes ter formas exóticas, certamente outros pontos hão de ser